carta para ti

Então... por onde começar? Aqui vai uma carta para ti, com tudo o que eu gostava que um dia lesses. Seja daqui a um dia, semana, ano. Não sei. Mas gostava que um dia a lesses. Então, fausto, o motivo pelo qual não te vou apenas mandar isto é porque não quero, sinceramente, dar o primeiro passo, e sim que o faças tu. Eu não vou mentir, têm sido dias bem difíceis. Principalmente hoje. Acordei, triste, ontem fui dormir irritada, o dia foi... um vazio. E sempre que me lembro de coisas nossas, beijos, risos, das tuas prendas, de tudo o que podíamos ter construído lado a lado. Eu choro. E dói. E sei que já passámos por isto tanta vez e tudo ficou bem mas agora é diferente. Não vens a correr para mim, apenas paraste de mandar mensagens, e desapareceste. E só passaram 24 horas mas parece mais. Não vou mentir, tenho saudades tuas. Muitas. Muitas vezes abro o wpp e fico a olhar para a tua foto e á quanto tempo tiveste online e a seguir volto a fechar porque não quero mandar-te nada. Foste a pior e a melhor coisa ao mesmo tempo, eu odeio-te e amo-te. Sei lá... Vais ter sempre um lugar especial em mim mas não pode passar disso. E tu sabes. Nunca nunca nunca te vou perdoar, e eu sei disso. Já não passam de memórias agora.

View moondust's Full Portfolio